Menu

busca

© 2012 Firstyme - All rights reserved.

Firstyme WordPress Theme.
Designed by Charlie Asemota.

Máfias do Brasil

Para considerar que um assunto é máfia ele deve ser extenso como atuar em todo país e movimentar grandes valores financeiros. Elas submetem o povo a uma flagrante injustiça, corrupção e dano econômico.

 

As principais máfias brasileiras são:

 

- Máfia das lombadas eletrônicas e radares

Uma máfia que esta presente praticamente em todas as cidades do Brasil e conta com a proteção de políticos e autoridades. Chegaram mesmo a aprovar leis que proibem as antigas lombadas fisicas (a tradicional) e os tachões nas estradas, pois que eram suas concorrentes naturais e que têm o mesmo efeito ou até melhor sobre a redução da velocidade e dos acidentes.

Nota: Não pense que as autoridades do seu município ou políticos estão preocupadas com sua segurança; não. Essas empresas de radares, como comprovado na operação Lava Jato da Polícia Federal, apenas querem é o lucro e pagam propina para vereadores, autoridades e governos para aprovar leis que implantem radares na sua cidade ou rodovia. Mesmo sabendo que as lombadas físicas são melhores para prevenir alta velocidade e acidentes, eles preferem o que dá lucro.

- Máfia das carteiras de motorista

Uma carta de motorista categoria B carros leves custa em média de 1.500 a 2.100,00 reais. Para o governo, porém, vai menos de 200,00 reais desse valor. O restante vai para as auto escolas, que hoje são verdadeiros caça niqueis contra o consumidor. Mas tudo com autorização dos governos federal e estadual. Por isso a carteira de motorista do Brasil é a mais cara do mundo. São máfias sem freio. Tudo começou com as proprias leis facilitadoras do governo, que exigiu que quem desejasse carteira tivesse obrigatoriamente horas de teste prático no volante, comprovados. Abriu-se a brecha para a espoliação em nível nacional.

 - Máfias dos concursos públicos

Uma das mais perigosas, já que atua em todos os níveis federal, estadual e municipal e nenhum concurso escapa de sua mão criminosa. Dezenas de funcionários incompetentes e comprometidos são lançados como servidores anualmente, para desgraça da população. Um funcionário assim, salvo arrependimento, jamais será imparcial ou independente.

DO SEU PRÓPRIO VENENO

Do seu próprio veneno.

Uma fiscal de trânsito essa semana perdeu um processo onde desrespeitou um juiz., dizendo que o mesmo ‘era juiz mas não era deus’.

Essa fiscal tem de pagar 5 mil reais para o juiz, por danos morais.
Alguns do povo, inocentes, começaram a fazer uma ‘vaquinha’ para ajudar a ‘fiscal de transito do RJ’ a pagar os 5 mil, pois que ela ganha somente “3,5 mil por mês” e não tem dinheiro para quitar a divida

Agora entra o mais importante:

Quando esses fiscais de transito dão uma multa de 2 mil no trabalhador que ganha uma miséria, alguém vai ajuda-lo? Existe alguma piedade para o trabalhador? Alguém ajudará o trabalhador a pagar sua multa?

É uma sábia decisão: fazer a ‘autoridade’ do ‘trânsito’ beber do seu próprio veneno.

Parabéns ao judiciário.

PARAGUAIOS PEDEM SOCORRO

Nessa artigo, nos informamos do pedido de socorro de um povo que sofre nas mãos de suas autoridades, políticos, do descaso de quem deveria manter a segurança.

O Ministro da justiça paraguaio é o primeiro que analisaremos. Há quase 5 anos no cargo, ministro já foi responsável por triplicar durante sua gestão o preço da carteira de motorista, tornando-a a mais cara do mundo. Criou e elevou multas em até 10 vezes, e contribuindo, com sua omissão, para o aumento significativo do caos social no seu pais.

Foi 2011 que começou a piorar tudo para o Paraguai, um novo ministro da justiça chamado Vilon Tirani, se tornaria um dos apóstatas da justiça. Vindo de uma base sólida de eleitorado de um grande estado, é elencado como autor de duas dezenas de ações contra o povo:

2011 = autorizada carteira de motorista somente por auto escola. É obrigatório fazer aulas. Carteiras chegam a custar 1.500,00, um valor alto para um povo pobre.

Vilon também autoriza nesse mesmo ano 2 mil radares fotográficos nas estradas federais. Começa uma indústria de multa do próprio governo. Arrecadação cresce, mortes aumentam, estradas continuam em péssimo estado.

2012 = Lei que trata trabalhador como criminoso. Multa de 2 mil reais, prisão e apreensão de veiculo. Essa é a lei seca. Como o paraguai é um país estranho, preferem punir o trabalhador, mas continuar com 50 mil homicídios ao ano. Traficantes e todo tipo de bandidos tem tratamento vip. O cidadão que porventura sai com sua família jantar mas depois é parado em uma blitz, porque tomou meia lata de cerveja terá um serio revés na sua vida… pobre trabalhador paraguaio….Tratado como bandido! Claro que o governo não vai esquecer de secar seus bolsos: 2 mil de multa.

2013 = Iniciam conversações e estudos para piorar as leis de trânsito. Centenas de máfias são estabelecidas. A nova onda e moda agora é multas de transito, que já correspondem a arrecadações bilionárias no Paraguai, tudo fomentada pelas suas próprias autoridades. Porém, as mortes e violência no transito continuam com elevados índices: prova que punição não funciona, o desejo mesmo é arrecadar para que o governo continue com a gastança em altos salários e mordomias funcionais.

2014 = Leis mais duras no trânsito. Punições medias passam para graves. As multas chegam a 2 mil reais e em caso de reincidência dentro do mesmo ano, dobram, chegando a 4 mil reais, isso tudo se você não enxergar a sinalização invisível que esta na rodovia ou resolver que esquerda é direita na ultrapassagem. Somente o corrupto estado Russo tem multas de transito tão altas, perto dos 3.500 reais. Exatamente porque para o estado paraguaio, educar não dá lucro, mas povo ignorante sim, então o melhor é que o povo continue na ignorância e pagando caro e alto. Se o povo se educar, o governo fascista paraguaio vai parar de lucrar. Alias, ele quer evitar “quem pune ensina uma vez, quem educa ensina para sempre”. Portanto é melhor punir varias vezes e lucrar.

A imprensa paraguaia, de igual maneira, aceita de bom grado apoiar todas essas ações de espoliação contra o povo. Uma imprensa que recebe grandes verbas para maquiar ações fraudulentas contra o povo, repetindo a mentira quantas vezes for necessário: ‘o governo quer te proteger, por isso temos de criar mais leis, “que boa é essa lei” , “vamos aumentar os valores de multas para que doa no bolso do infrator, parabéns governo”. Porem o pobre povo paraguaio que recebe setecentos e poucos reais de salário não consegue multar as autoridades que nunca cumprem o que prometem, e ainda suporta essas leis medíocres onde o único retorno é estradas completamente sem sinalização e esburacadas… pois que, rodovias em bom estado e sinalizadas, seriam impossíveis de aplicar multas abusivas. Somente nas estradas destruídas que o governo lucra. Nesse pobre paraguai, continuarão as estradas a ser terríveis e as mortes continuas.

O paraguai é o pais onde mais se fazem leis. Sim. O político, a autoridades, o legislador nesse pais se orgulha de fazer leis, mas nunca leis contra os bandidos. É sempre uma invenção absurda para aparecer. Não sabemos como o paraguaio suporta esse emaranhado de leis. Cada lei é somente para amordaçar o seu povo, tolhe-lo como cidadão, amansa-lo, tornando-o submisso. Cada lei, sempre tem objetivo de criar taxas, aumentar impostos, aumentar multas, tornar uma coisa simples em perigosa e chega o momento que não há como escapar delas: são centenas de leis, uma hora por distração, o cidadão acaba por ser considerado fora da lei, criminoso, porque o distraído também comete crimes.

Pasmem: e ainda esses políticos paraguaios tem a ousadia de colocar em seus sites, programas de propaganda política slogans como ‘eu fiz tal e tal lei’ ‘fiz essa lei para o povo, olhe só’… que na realidade somente usurpou um direito do cidadão. O paraguai, também é um pais onde somente o criminoso tem a propriedade das armas. É até perigoso estar por lá: o bandido entra na sua casa, te rouba, estupra sua mulher e filha, depois mata todos, e sai dando risada, já que uma lei no passado determinou o recolhimento das armas do cidadão honesto, isso ao que parece a fim de facilitar a vida dos criminosos.

Calcula-se em mais de 2 milhões de incidentes criminosos onde o cidadão não conseguiu defender a si ou sua família.

Vamos salvar o Paraguai dessas autoridades criminosas! façamos campanhas para livrar o povo dessa sujeira toda!

Fale com seus vizinhos. Fale com sua família. Discuta com sua comunidade. Precisamos agir.

Esta disposto a lutar por eles, você que é brasileiro?

Me Desculpe.

Quem sabe já tenha percebido.

O mais chocante é que…

Não é no Paraguai que ocorre tudo isso.

É no Brasil mesmo.

Nenhum povo é tão dócil assim, mesmo o paraguaio, para aceitar de bom grado tanta interferência e fraude do governo contra seu próprio povo, e ainda usar como fundamento promessas de segurança.

Somente o Brasil, com a imprensa e autoridades que tem, consegue estar chegando no fundo do poço, onde o governo e o bandido se igualam, e você não sabe qual deles é o pior e em qual deles você preferiria pedir proteção. Na historia só teve paralelo no decadente e arruinado império romano, onde seus cidadãos preferiam os bárbaros a lhes dar proteção e segurança que seu próprio governo, corrupto, vil e usurpador.

Você brasileiro, deu autoridade ou autorização para esses vilões fazerem tantas leis? E os bandidos de seu pais, como tem sido tratados? São tratados duramente? Creio que não.

No primeiro dia eles invadem seu jardim, roubam uma flor… e você não faz nada… como era somente uma flor….
No segundo dia, roubam uma dúzia de flores, e você não faz nada…pois que era melhor ficar quieto, já que não valia a pena se incomodar…
No terceiro dia, colhem todas as flores, e você não faz nada…pois você pensa, que seria uma única vez que fariam isso…
No quarto dia, entram na sua casa, te agridem porque não há flores para eles roubarem ….
No quinto dia, te levam refém para que também te tornes um ladrão para roubar as flores dos outros…

VAMOS COMBATE-LOS ! DE TODAS AS MANEIRAS E DE TODOS OS LUGARES! NÃO VAMOS DAR DESCANSO A ESSES VILÕES, SUPOSTAS AUTORIDADES QUE NOS TRATAM COMO BANDIDOS. NÓS SOMOS HONESTOS.

Ernesto Pilotto Neto

Jornalista e Ativista.

Justiça Social e Liberdade

Nosso objetivo, sempre claro, é equilibrar Justiça Social e Liberdade. O atual governo, Dilma/PT esta de parabéns em muitos aspectos. Como dizia Ronald Reagan:

“O melhor programa social é um emprego”

E isso o governo petista entendeu muito bem. Suas práticas são condizentes com suas teorias.

Porém, no quesito regulamentações e violações dos direitos civis, é um desastre. Veja a lei:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l12971.htm

A coisa não podia ser pior por falta de espaço. Aumentar multas em 900% é crime econômico contra o povo. Uma ignorância desse ministro da Justiça que, já em 2011, autorizou que se colocassem nas estradas federais mais de 2 mil radares fotográficos. Dilma, que assinou, nem dirige, somente com motorista particular, e o ministro da Justiça, que chancelou, também. Para eles, uma multa de 2 ou 4 mil também não fazem diferença. São essas pessoas que fazem esses tipos de lei: fora da realidade.

Usam do falso argumento de sua segurança. Será?

Só um ignorante sem acesso a informação ou tremendamente manipulado aceita que encham as estradas de radares que em nada diminuem os acidentes, mas enchem o bolso dos governos.

A missão do governo é cuidar da saude, educação, e, ao cuidar de segurança, tratar unicamente de defender o cidadão do bandido. Não é preciso que se intrometa nas questões de trânsito, principalmente com as famigeradas leis e multas abusivas. Ora, cultura e educação é tudo, o famoso doer no bolso é exatamente o que o governo quer que você acredite, pois que, um povo educado e culto, não dá lucro. Quem pune ensina uma vez, quem educa ensina para sempre.

Os governos desde 1995 vem paulatinamente sabotando as liberdades individuais, desde o desarmamento do cidadão honesto (os bandidos continuaram armados) o que acabou causando 500 mil mortes porque o povo honesto não conseguiu defender a si e sua família. A própria sociedade virou refém do crime. A policia não consegue estar em todos os lugares ao mesmo tempo, então como fazer? na campanha do desarmamento colocaram mães chorando pela morte dos filhos por acidentes de armas… mas agora, mais de 100 mil mães choram a morte de quem foi trucidado pela violência sem qualquer direito de defesa. Nisso erram tanto o psdb quanto o pt. São campanhas desastrosas e não baseadas em números, puramente emocionais, tais como são usadas para chancelar multas, radares e lombadas eletrônicas.

Tudo para aumentar o poder dos bandidos e das máfias.

Pois bem. Cabe ao brasileiro questionar lei por lei, e não se deixar dominar pela emoção, mas por estatísticas e números, e essas devem também ser questionadas e medidas. Uma analise profunda será suficiente para saber se é verdadeira. Comparar também é preciso, como o numero de mortes e incidentes criminosos desde que o desarmamento foi aprovado, um aumento de mais de 200%, pois que agora, o bandido tem plena liberdade de entrar em sua casa, roubar, estuprar, matar todos e sair dando risadas.

Todos os governos devem aplicar recursos nos programas sociais. E como dito, o melhor programa social é o emprego. Porém, não deve se intrometer nas questões das liberdades civis. Não deve fazer leis para lucrar em cima do povo e que causa dano a economia popular. Devemos ficar cientes que, ao primeiro sinal de violação da liberdade, devemos nos levantar e lutar.

Denuncie sempre. Não tenha medo de se fazer ouvir, de reclamar, de falar com seu politico, de enviar cartas e email para as autoridades denunciando tudo que ache que pode violar seus direitos.

Hoje, um cidadão, um trabalhador, que toma meia lata de cerveja, caso for pego na famigerada blitz da lei seca, será tratado como um bandido, multa de 2 mil reais, carro apreendido e ele preso. Agora te pergunto: um marginal, traficante ou ladrão tem esse tratamento ? não. Por isso cabe as autoridades, aquelas que executam a lei, também desobedecer essas leis abusivas e absurdas.

Políticos e autoridades: se não tem o que fazer, parem de fazer tantas leis para o trabalhador e para o cidadão honesto. Tratem de fazer leis para os bandidos, para os corruptos, enfim, vão caçar a bandidagem e deixem o povo em paz. Fazer leis virou moda e o político coloca em seus próprios sites: ‘fiz essa e essa lei’ com muito orgulho, não pensando como se torna um ignorante e desprestigiado diante de quem realmente sabe para quem são e quem será afetado por essas leis. São leis para taxar, controlar o povo. Exatamente o povo ordeiro que não precisa delas.

A missão do homem justo é garantir para si e para seus semelhantes a liberdade, liberdade de ação, pensamento, de se conduzir por sua própria conduta e convicções.

A missão do homem de sucesso é lutar para que a liberdade continue. Há tiranos a enfrentar, que são esses que fazem as dezenas de leis e usam o falso motivo de segurança para roubar e controlar, sempre causando instabilidade ao povo honesto, sendo que esse se pergunta ‘se vale a pena ser honesto’.


Ernesto Pilotto Neto
Jornalista e ativista

Governo passa a ser mais ladrão que os próprios bandidos

” O Povo já prefere ser assaltado por bandidos que ficar na mão do Governo”

Entrará em vigor mais uma lei para prejudicar o trabalhador e sustentar o elefante gigante. Com a falsa intenção de garantir a segurança no trânsito, roubo será institucionalizado. Brasileiros são espoliados por dezenas de leis inconsequentes do seu próprio governo e não se dá conta.

Ganância essa é a palavra. Usando falsos artifícios é cada vez maior, aumentos chegam aos incriveis 900% (novecentos por cento). Multas gravíssimas poderão chegar a dois mil reais, valor sem paralelo em qualquer outro país do mundo, pois que aqui os bandidos tem ampla vantagem sobre o cidadão honesto.

Mais uma vez, portanto, se decide por roubar o trabalhador em vez de educar. A lei criminosa 12.971/2014 que entra em vigor em 1º de novembro de 2014, mais uma vez vai favorecer a punição e não educação. Portanto, os acidentes vão continuar, cada vez piores e mais assassinos. Já foi explicado que tais leis, não tem outro objetivo senão roubar o povo. Dizem que é por questão de segurança, mas isso é uma mentira deslavada de criminosos se passando por autoridades.

Temos nós, brasileiros, de dar pleno e valente combate a essa gang de criminosos que se infiltra no Estado para roubar e produzir dano econômico a população.

Direitos Civis no Brasil

Situação caótica da segurança pública no Brasil

Situação da segurança no Brasil só tem uma saída: armar novamente a população.

Governo errou ao retirar as armas do cidadão de bem, é avaliação da população e diversos especialistas.

Acabou a ingenuidade do povo. Desde que o governos começaram a desarmar a população, iniciando pelo então presidente Fernando Henrique – com a lei do Sinarm 9437/97 de 1997 –  lei do rigor para a propriedade das armas de fogo, a coisa piorou drasticamente. As policias, não conseguem proteger todos ao mesmo tempo. Isso é questão de lógica. Não há como proteger 200 milhões de pessoas, ainda mais com um efetivo sempre menor. Mesmo que dobrassem o efetivo, isso ainda seria insuficiente. E, se investissem mais em Inteligência, isso ainda não resolveria.

O crime se auto reprime. Pois que, se não houvessem regras entre eles mesmos, nosso Brasil já teria ficado refém ha muito tempo da própria bandidagem, já esses governos que iludem e desarmam o cidadão de bem, não tem força, inteligência nem moral suficiente para combater o crime. É o poder civil que tem de agir e tomar a rédea da situação. Não podemos mais ficar na mão de governo ou autoridades. E nem permitirmos, como sociedade civil, que estes tirem nossos direitos como vem realizando a anos.

Como o governo esta tentando fazer: imitando os civis

Uma das raras táticas que estão dando certo é exatamente colocar policiais a paisana nas comunidades, e mesmo dentro dos ônibus que estão sendo atacados/incendiados. O elemento surpresa inibe os ataques. Mas não seria elemento surpresa um civil também armado e treinado nesse ônibus? não seria elemento surpresa o bandido não saber se um residência tem ou não um proprietário de armas?

Dificuldades de compra, registro e posse

É certo que a posse de arma de fogo só pode ser dada a pessoas preparadas. Porém, mesmo a compra ou registro hoje é dificultado pelo governo, tanto pela burocracia quanto pelas taxas altíssimas para se manter qualquer propriedade ou posse.

Quem começou o desarmamento

Segundo o portal da OAB-SP, advogados tiveram essa iniciativa idealista e comunicaram o então presidente Fernando Henrique. Isso era 1996. A intenção foi boa. Porém, esses ingênuos e despreparados será que nunca imaginaram que os bandidos não entregariam as armas? Quem entregou foi exatamente quem precisava realmente delas: a população de bem. Os mais sensíveis, acharam que entregando seus direitos de defesa na mão do governo ou que seus co-cidadãos ficassem desarmados estariam colaborando com a segurança do país. Letal engano. Depois disso tivemos um aumento da criminalidade nunca antes visto, chegando a quintuplicar todos os índices de crimes. É certo que, por trás de alguns lideres desarmamentistas, estavam aqueles que desejavam que o Brasil ficasse refém dos bandidos. Os mal intencionados, tanto brasileiros quanto estrangeiros, compostos por ONG’s e personagens internacionais estavam por trás para tornar o povo brasileiro submisso, calculando exatamente que o caos e descontrole logo chegariam no país. Uma falsa bandeira chamada desarmamento que sabotou toda segurança publica e que hoje não há solução, por melhor que seja o comando policial existente.

É o poder civil, o poder do povo, que deve prevalecer. O povo não pode perder seus direitos e nem ficar refém de governos ou dos bandidos. Sequer deve aceitar leis que sabotem seus direitos. É certo que isso ocorre onde há uma imprensa, educadores, religiosos ou mesmo autoridades sem estudos ou despreparadas para opinar no que não entendem.

Por melhor que seja um governo, por mais bem social, econômico que faça pelo pais, ele jamais deve sabotar ou tirar direitos civis. As liberdades são sagradas, são lutas centenárias do povo.

O Brasil não assina mais tratados goela abaixo, imposição jamais!

 

O Brasil não aceita mais servilismo e subserviência aos poderes internacionais como nos tempos antigos. E ainda mais longe no tempo, de supostos nacionalistas, que de nacionalistas não tinham nada, somente aparência e arrogância, que ao fim eram simples marionetes. Hoje é a realidade que conta: o que vale é atitude e não palavras. Defender os interesses do próprio país é questão ética da mais alta relevância. Quem não defende os interesses do seu próprio país, jamais terá moral ou força suficiente para defender os interesses do mundo.

O Brasil é o pulmão do planeta, e não foi convidado pelos maiores poluidores do mundo a participar da elaboração do texto e não pôde sugerir modificações. Foi ótima a decisão da Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, de não assinar mais um tratado que apenas favorece meia dúzia de exploradores internacionais e seus representantes parasitas, pois que esse jogo do poder mundial não é para principiantes e ingênuos.

Al Gore, Premio Nobel da Paz, ex-vice presidente dos EUA que não assinou o tratado de Kyoto, diz que o Brasil podia “ter feito fazer mais”. É muita pretensão desses cidadãos querer dar ordens na casa dos outros, ainda mais sem qualquer respaldo.

“O Brasil almeja um acordo climático global, que promova o desenvolvimento sustentável. O crescimento das nossas economias é compatível com a redução de emissões”, disse Dilma.

IMPRENSA BRASILEIRA

Pensemos em uma imprensa que apoia 100% qualquer assunto de governo porque disso precisa para sobreviver. Pense que muitas campanhas do governo tem sucesso porque exclusivamente esse mesmo governo paga para a imprensa manipular a aceitação pela população. Pense no sucesso de alguns políticos. Pois tudo isso ocorre no Brasil. É fato. E nós, povo devemos aceitar tudo. O que basta é a imprensa durante alguns dias ou meses disseminar até o cansaço via Tvs, rádios e revistas. Pois que, se lixo o governo decidisse que o povo deveria comer e faria bem, a imprensa brasileira a essa baixaria se prestaria com todo prazer.

Ainda bem que o povo brasileiro ainda tem a internet como meio de informação. Pois seria uma lástima que a imprensa dominasse completamente a mente do brasileiro.

A imprensa no Brasil é a única que apoia atos contra as liberdades civis e outras diversas baixarias. Que apoia integralmente qualquer ato governamental sem questionar. Não é difícil um corrupto ou criminoso ser eleito em cargos públicos várias e tantas vezes quanto puder e conseguir pagar, antes ou depois das eleições. Não somente no poder executivo. Mas em todos. E são tantos outros exemplos de vilezas como campanhas, leis, atos administrativos, que são centenas em todas as esferas. Não foi diferente no desarmamento do cidadão honesto que facilitou a vida dos bandidos, não é diferente na questão de trânsito quando apoia que nossas estradas e ruas se enchem de emporcalhamentos de radares e controladores. E quando algum desses ‘arautos’ da imprensa volta a si, já é tarde, pois a tolice já esta implantada em definitivo. Não tem volta pois há tolices que foram tão bem trabalhadas na mente da população que o senso crítico foi completamente destruído, sendo que depois, esse mesmo povo se pergunta porque o estado de coisas esta assim absurdo. Só sobram as consequências e resultados no seu dia a dia. Pois que faltou o senso crítico antes de aceitar o veneno que nossa imprensa desleal destilava meticulosamente e sutilmente. Esse imprensa transforma um criminoso ou corrupto em um politico elegível, pois que o espaço que dá, e a maneira sempre cordial com que se submete, faz parecer o mais sujo como limpo. E muitas autoridades igualmente são assim tratadas.

Que o povo não se deixe enganar. Ainda bem que essa imprensa não representa ninguém além de meia dúzia de empresas, políticos, ongs e outros criminosos que ganham com a população sempre em estado de fragilidade.

Pois bem, cabe ao bom brasileiro tomar as providência contra essa imprensa golpista, dogmática, violadora de suas liberdades civis – que estão todas na constituição. Que o povo honesto do Brasil fique de olho nos manipuladores que se passam por mediadores, jornalistas, voz do povo, pois que de povo, não tem nada.

Abaixo todas as formas de controle e enganação do cidadão honesto. Inclusive, sempre os mesmo políticos são eleitos, das mesmas famílias, das mesmas empresas e das mesmas máfias. Temos de nos precaver contra todos esses covardes que ocupam as tribunas e a imprensa para nos controlar, enquanto a criminalidade ronda todas as esferas publicas, impunemente.

Repúdio a uma imprensa que nada questiona.

Como governos municipais, estaduais e o federal são cumplices nos acidentes de trânsito

Conscientização funciona, punição não. Educar sempre.

Nosso trânsito, no Brasil, vive o caos. Morrem diariamente ainda centenas de pessoas. Esse final de semana, primeiro do mês de setembro, foi violento. E ainda motoristas bêbados continuam matando. O endurecimento da lei (lei seca) não surtiu nenhum efeito na diminuição dos acidentes, e sim aumentaram. Motoristas continuam bebendo e dirigindo e isso, até aumentou. A explicação é básica: se você tem uma doença grave, não adianta ficar tomando aspirina, porque isso ao fim vai mascarar e agravar a doença, que pode ser letal. No trânsito é o mesmo: ignorando a conscientização e somente apelando para o rigor da lei, multas, radares e controladores de velocidade, nunca teremos um trânsito seguro. Educação é tudo!

O que diria de um pai que dá uma aspirina para um filho que esta gravemente doente e precisa de outros cuidados? diríamos que é um assassino, que deve tratar a doença de maneira efetiva e não com subterfúgios.

Os subterfúgios no caso do trânsito são usados (radares etc) porque os governos tem lucro com isso e dão também a população falsa sensação de segurança.

Porém dezenas de milhares continuarão morrendo, e o povo continuará sendo enganado, enquanto se procurar subterfúgios e não se atacar centralmente a doença, com cultura e educação.

Precisamos conscientizar. Quem pune, ensina uma vez, quem educa, ensina para sempre.

A menina nos EUA e a imprensa

As Liberdades Civis são Invioláveis

Essa última semana do mês de agosto tivemos aquela sombria noticia de uma menina de 9 anos que acabou por acertar a cabeça de um instrutor de tiro com uma arma de fogo. O mais interessante e que é motivo de nossa analise é como a imprensa noticiou e se comportou com a noticia. Foram quase como que “maldita arma”.

Para o cidadão atento, não para aquele que dorme, ficou evidente que a imprensa se comportou de maneira fajuta e superficial na analise desse caso. Não passou despercebido a tentativa de culpar as armas que são instrumentos universais de defesa contra o crime. As armas passaram a ser novamente o bicho feio, o bicho papão da humanidade. Quantas pessoas as armas salvam? Isso não é considerado. Somente a volúpia de desarmar cada vez mais o povo e entrega-lo a bandidagem, de torna-lo refém do governo ou da bandidagem.

Não é por justiça ou verdade que se indignam na tv contra as armas, nem por bondade. Mas pela vontade de causar o caos na sociedade, passando-se por salvadores (o que nunca acontece) e apoiar o crime. Nós sabemos que o desarmamento do cidadão honesto no Brasil por exemplo, já causou mais mortes que guerras, porque muitos brasileiros sequer conseguiram se defender a si ou sua família dos bandidos.

A capacidade de transformar o pequeno fato lamentável dessa menina em um escândalo internacional é vergonhoso e nos faz pensar no papel da imprensa e dos governos. Eles não mais representam o povo, mas sim interesses de criminosos.